O Outro Lado do Paraíso, urgente! Elizabeth surta por não poder salvar Adriana

Desesperada, ela tem uma crise, tenta beber álcool e perfume e agride Clara, Patrick e Renan

Jorge Luiz Brasil

Beth tem uma crise nervosa | <i>Crédito: Divulgação Globo
Beth tem uma crise nervosa | Crédito: Divulgação Globo

A falta de bebida no organismo vai fazer Elizabeth (Gloria Pires) ter quase um piripaque e se tornar violenta dentro de casa com Clara (Bianca Bin) e Patrick (Thiago Fragoso), e depois com Renan (Marcello Novaes). Tudo isto, após ela ser informada pelo médico do hospital de Palmas que não poderá fazer a doação de um rim para sua filha mais nova, Adriana (Julia Dalavia) por estar com o fígado em péssimas condições. Como ela poderia correr risco de morte na mesa de cirurgia e até depois disso, o médico a proíbe de dor seus órgãos. Pra que?! Se sentindo culpada por encher a cara de cachaça todos os dias e não poder salvar a vida da filha, Beth chega em casa transtornada e quebra todas as garrafas de um carrinho de bebidas e tudo que vê pela frente. Clara é chamada por Janete (Daniela Fontan) e fica assustada ao ver estado da mãe. Patrick, então, pede que a sogra conte o motivo do seu surto, pois já imagina o que teria sido. Mas Clara precisa saber. "Eu bebo, Clara. Eu bebo. Ou melhor, bebia", admite ela. "Mais sério do que pode imaginar, Clara. Meus rins estão ótimos, eu seria uma excelente doadora. Mas meu fígado está comprometido. Início de cirrose", conta a estilista para a filha mais velha. 

A mãe de Tomaz (Vitor Figueiredo) pede que Beth inicie um tratamento para que, com a saúde restabelecida, seja capaz de doar o órgão para a irmã mais nova. Muito nervosa, a ex-dona do bordel dá sinais de abstinência ficando com as mãos trêmulas e pedindo para beber. Clara e Patrick avisam que não darão nada para ela beber e lembram que ela quebrou todas as garrafas de bebidas da casa. Mas Beth implora mesmo assim. "Mudei de ideia. Não vai me trazer nada para beber? Se não quer me ajudar, vou sozinha. Eu me viro. Você não manda em mim. Sai da minha frente, sai", se desespera ela, tentando passar pelo casal. "Eu não vou deixar você sair. Se está se sentindo tão mal, nós a levaremos para o hospital", diz o advogado. "Eu não quero hospital. Quero só um trago, entenda! Pode ser vinho. Tem vinho?", implora Beth. Clara lembra que a mãe teve um surto e que a mãe precisa se acalmar. "Eu estava fora do meu normal. Me exaltei. Se eu beber uma dose ou duas, um gim-tônica, ficarei bem. Aos poucos vou me acostumar a beber menos", garante ela. A ricaça insiste para que Beth procure ajuda para controlar o vício e se oferece para custear um tratamento em alguma clínica de reabilitação. Mas ela diz não ter tempo suficiente para tentar uma melhora e depois ajudar Adriana com o transplante. "Tive clientes alcoólatras. Alguns se curaram e eu acompanhei o processo", explica o bonitinho. Beth, no entanto, é grossa com o lourinho. "Eu não suporto seu jeito de bom. Você, todo certinho, ajuizado. Bom caráter. Sempre me aconselhando a parar de beber", responde a ex de Henrique (Emilio de Mello).   

Revoltada por Clara e Patrick não cederem à sua vontade, Beth desabafa e se mostra decidida a deixar a mansão. "Procurei tanto por você. Minha filha tirada de mim ainda bebê. Finalmente encontrei. Agora quer mandar em mim, porque tem dinheiro. Eu estou na sua casa, vivendo graças ao que você tem. Mas não sou obrigada a fazer o que quer. Sai da minha frente. Os dois. Eu vou para a rua", diz ela, empurrando os dois. Clara diz que a mãe está sem dinheiro e que não vai emprestar seu cartão. Mesmo assim, a estilista que quer ir pra rua. "Eu consigo de algum homem. Um homem pode ser generoso com uma mulher. Está horrorizada? Ótimo. Sai da minha frente. Eu preciso beber", grita Beth, que em seguida começa a agredir fisicamente a filha e o genro. Sem sucesso na tentativa de fuga, ela chora, se arrasta no chão e diz que não conseguirá curar do vício.

Vigiada por todos, Beth tenta de tudo para botar um gole de bebida na boca. A abstinência é tanta, que ela chega a pegar um frasco de álcool puro, mas Janete chega na hora e a impede de beber. Numa outra sequência, ela pega um vidro de perfume no seu quarto e está prestes a beber quando Clara chega e tira o vidro da mão da mãe. Ela tem um outro surto e tenta agredir e filha e Patrick de novo. Clara é dura e avisa que não vai deixá-la a beber novamente. Em outra cena, o casal precisa sair para um audiência no Fórum e Renan se oferece para ficar com Beth. Já sozinha com o namorado, ela o convida para ir a um barzinho, mas o empresário falido diz que prefere ficar em casa com ela. Beth começa a se irritar e diz que precisa botar alguma bebida na boca. Renan é firme, diz que ela não vai convencê-lo a sair de casa e entra na frente da porta. "Não mexo um dedo. A senhora quer sair pra beber", avisa ele.  Beth o ofende.  "Não passa de um desocupado, devia ser obrigado a me levar onde eu quiser. Renan, estou perdendo a paciência com você", grita a estilista, começando a entrar em crise de novo. O bonitão avisa que os primeiros dias serão difíceis, mas ela consegue.  "Mas eu...eu não suporto mais...meu corpo...parece que a minha pele está toda formigando...", diz Beth. "Eu imploro. Eu preciso de um gim. Um só. Mais uma vez, eu imploro", continua a mãe de Adriana, pedindo mais uma vez para ele deixá-la sair. Renan nega e Beth começa a tremer todo o corpo.  "Eu não vou suportar. Não vou suportar", desabafa ela, caindo no chão.

02/04/2018 - 19:35

Conecte-se

Revista Minha Novela