O Outro Lado do Paraíso, urgente! Suzy descobre que Samuel é gay e bota a boca no trombone

Clara dá prosseguimento à sua vingança e faz a enfermeira desmascarar o marido homossexual enrustido

Jorge Luiz Brasil

A loura arma um barraco daqueles e deixa o marido com a cara no chão | <i>Crédito: Divulgação Globo
A loura arma um barraco daqueles e deixa o marido com a cara no chão | Crédito: Divulgação Globo

Hoje (quinta 11) vai ter muito babado, gritaria e confusão em O Outro Lado do Paraíso. Da mesma forma que fez com Adnéia (Ana Lucia Torre), para ela descobrisse que o filho, Samuel (Eriberto Leão), é gay, Clara (Bianca Bin) trama para levar Suzy (Ellen Roche) ao apart no qual o médico se encontra com Cido (Rafael Zulu) para desmascará-lo A neta de Josafá (Lima Duarte) vai até o hospital, convence Suzy a tirar algumas horas de folga e a convida para um lanche. Tudo não passa de desculpa para levar a enfermeira até o “abatedouro” de Samuel.


Suzana fica chocada ao encontrar o marido de calcinha e maquiado

Suzana acompanha Clara até o prédio de Samuel e, quando ela abre a porta do apartamento, a loura flagra o marido de calcinha junto com Cido. E arma um verdadeiro barraco. “Uiii! Tigrão? Tigresa? Minhas calcinhas! Eu te mato! Eu te mato”, grita ela. Suzy parte para cima do médico, enquanto Cido tenta conter a fúria da enfermeira. “Toma também. Bicha! Bicha! Bichas”, grita ela, enquanto acerta uns tapas também no motorista de Sophia (Marieta Severo). Desolada, Suzy arranca a peruca de Samuel e lamenta: “Meu marido é gay, meu marido é gay!”.  Enquanto isso, Clara assiste “de camarote” e encara Samuel antes de ir embora do local.


Suzy parte para cima do marido que se encolhe todo

Mas Clara ainda não se dá por satisfeita em sua vingança. Já em casa, onde vai pegar suas roupas para se separar do bonitão, Suzy não aceita o pedido de perdão do filhinho de Adnéia, nem sua proposta de continuar fingindo que são casados, em troca de ela ter toda a mordomia dentro de casa. A loura só muda de ideia quando Samuel lhe oferece uma bolada de pensão mensal para ela ficar calada, mesmo com eles separados e morando em casas diferentes. Suzy vai morar com amigas do hospital. Só que Clara não se conforma de a enfermeira não colocar a boca no trombone.

A enfermeira chama o psiquiatra de tigresa na frente de todo o hospital

A nova ricaça vai até o hospital, conversa com Suzy e lembra que ela foi enganada o tempo todo, levou chifre, se dedicou ao ex-marido e ainda por cima era obrigada a trabalhar um plantão atrás do outro, enquanto Samuel transava com o amante no apart. Dá certo! Convencida, Suzy chama a todos no hospital e faz um escândalo, contando que seu ex é gay. “Esse ser vivia no armário. O pior é que demitiu o doutor Mariani. O radiologista, lembram? Porque era gay. Além de tudo, ela é má. Maléfica. É um gay com horror a gay. O tipo mais falso, mais amargo que pode existir. Eu casei com a bilu bilu! Casei. Eu casei com um Tigrão que era Tigrete!”, berra ela, para o desespero de Samuel que nunca foi tão humilhado e não sabe onde colocar a cara. Cabe a Renato (Rafael Cardoso) dar um apoio ao diretor do hospital. 

11/01/2018 - 20:44

Conecte-se

Revista Minha Novela