Oscar 2018 consagra A Forma da Água, a diversidade, a luta por direitos e o bom humor

A Forma da Água quatro das suas 13 indicações aos prêmios da Academia

Jorge Luiz Brasil

Após a gafe de 2017, os mitos de Hollywood voltaram a anuncia o melhor filme do ano | <i>Crédito: Reprodução
Após a gafe de 2017, os mitos de Hollywood voltaram a anuncia o melhor filme do ano | Crédito: Reprodução

Em uma noite coroada por discursos inflamados, como o da vencedora de Melhor Atriz, Frances McDormand (Três Anúncios Para um Crime), sobre a luta das mulheres por mais respeito e investimento em Hollywood, a 90ª edição do Oscar chegou ao fim privilegiando a diversidade e o bom humor. "Se eu puder ter a honra de ter todas as mulheres indicadas em todas as categorias aqui em pé comigo nesta sala esta noite. Meryl (Streep), se você fizer, todas as demais farão", pediu à sua concorrente. "Todas nós temos histórias para contar e projetos para financiar. Não falem conosco sobre isso nas festas esta noite. Nos convidem para seus escritórios daqui uns dias. Ou podem ir aos nossos. O que for melhor. E contaremos tudo sobre eles. Tenho três palavras para deixar com vocês esta noite, senhoras e senhores: cláusula de inclusão", detonou Frances.

Após a gafe do ano passado, quando trocaram o nome do vencedor de Melhor Filme (anunciaram La La Land - Cantando Estações, no lugar de Moonlight, por conta de um erro no envelope), Faye Dunaway e Warren Beatty retornaram ao palco para anunciar a mesma categoria. Dessa vez sem erro! E consagraram merecidamente a poesia de A Forma da Água, que foi o grande vencedor da noite, levando quatro das 13 indicações que tinha: Melhor Filme, Melhor Diretor (Guillermo del Toro), Melhor Trilha Sonora (Alexandre Desplat) e Direção de Arte (Paul Denham Austerberry, Shane Vieau e Jeffrey A. Melvin). O filme de guerra Dunkirk, que tinha 8 nominações aos prêmios da academia, levou três (Montagem, Mixagem de Som e Edição de Som), enquanto Blade Runner 2049Três Anúncios para um Crime, Viva: A Vida é uma FestaO Destino de uma Nação tiveram duas vitórias cada um. Fique ligado na lista completa dos premiados!

Melhor Filme: A Forma da Água

Melhor Diretor: Guillermo del Toro (A Forma da Água)

Melhor Atriz: Frances McDormand (Três Anúncios Para um Crime)

Melhor Ator: Gary Oldman (O Destino de Uma Nação)

Melhor Roteiro Original: Jordan Peele (Corra!)

Melhor Roteiro Adaptado: James Ivory (Me Chame Pelo Seu Nome)

Melhor Atriz Coadjvante: Allison Janney (Eu, Tonya)

Melhor Ator Coadjuvante: Sam Rockwell (Três Anúncios Para um Crime)

Melhor Filme Estrangeiro: Uma Mulher Fantástica (Chile)

Melhor Animação: Viva: A Vida é Uma Festa

Melhor Documentário: Icarus

Melhor Montagem: Dunkirk

Melhor Direção de Arte: A Forma da Água

Melhor Fotografia: Blade Runner 2049

Melhor Figurino: Trama Fantasma

Melhor Trilha Sonora: Alexandre Desplat (A Forma da Água)

Melhor Canção Original: Remember Me, de Viva: A Vida é Uma Festa

Melhor Edição de Som: Dunkirk

Melhor Mixagem de Som: Dunkirk

Melhores Efeitos Especiais: Blade Runner 2049

Melhor Cabelo e Maquiagem: O Destino de Uma Nação

Melhor Curta-Metragem: The Silent Child

Melhor Curta de Animação: Dear Basketball

Melhor Documentário de Curta-Metragem: Heaven Is a Traffic Jam on the 

05/03/2018 - 02:37

Conecte-se

Revista Minha Novela