Caruso detona Ayrton: "É o tipo de cara que fala mal de você e depois aperta a sua mão"

O publicitário falou sobre sua participação no BBB18 e seus desafetos

Fernanda Chaves

Caruso | <i>Crédito: Globo/Paulo Belote
Caruso | Crédito: Globo/Paulo Belote

Contrariando o que todos esperavam, Caruso não pretende manter a fama de mau. “Na verdade eu não assumi papel nenhum. A galera acabou vendo esse lado, eu fiquei com essa fama, mas eu não sou bad boy, não. Eu acredito nos meus valores, falo a verdade e não sou hipócrita”, explica. Eliminado do BBB18 no dia 27 de março com 81,56% dos votos, o publicitário bateu um papo com a MINHA NOVELA e falou sobre sua experiência no reality e seus desafetos. Leia a seguir!

MN - Acha que autoconfiança te atrapalhou?

Caruso - Acho que a autoconfiança me atrapalhou e me ajudou ao mesmo tempo. Agora, olhando todo o contexto, eu acho que ela me ajudou mais. Me ajudou a me manter de pé, porque se não fosse isso, eu não teria chegado entre os dez.

MN - Você estava se achando muito forte, já tinha voltado de dois paredões. Se espantou quando o Tiago disse que o eliminado era você?

Caruso - Não me espantei porque fui com dois jogadores muito fortes, então não foi surpresa nenhuma.

MN - Por que acha que saiu?

Caruso - Saí porque a galera se incomodava pelo fato de eu falar mesmo as coisas, de não ser amigo de todo mundo e por não esconder meu jogo.

No programa Caruso discutiu com Ayrton. FOTO: Globo

 

MN - Se arrepende das discussões em que se meteu?

Caruso - Não me arrependo das discussões. Acho que se tivesse que fazer de novo, discutiria novamente. Acho até que falaria mais do que o que eu deixei guardado.

MN - O que sentiu quando viu seus aliados saindo um por um?

Caruso - Fiquei triste porque eram pessoas que eu gosto. Quando eu gosto, gosto mesmo, sou verdadeiro. Não me deixo manipular pelos outros, acho que, nesse caso, a minha opinião é a que vale.

MN - Eram apenas aliados ou fez amizades no programa?

Caruso - Além de aliados, fiz amigos que quero levar para o resto da minha vida. Depois que saí já falei com algumas pessoas aqui fora.

Caruso e Mahmoud almoçaram juntos. O paulista publicou em suas redes sociais. “É galera, quem disse que a gente se odeia?”, brinca. Foto: Instagram

 

MN - Você declarou aqui fora que o Wagner foi uma grande decepção e o chamou de falso. Por que se decepcionou com ele?

Caruso - Porque eu achei que ele era meu amigo e vi que ele falava mal das pessoas pelas costas. Quando a gente precisou dele, ele saiu do trio... Achei que ele foi falso mesmo.

MN - Você tinha uma rixa muito grande com o Mahmoud e aqui fora muitas pessoas acreditavam que a sua implicância com ele era pelo fato dele ser homossexual. Como você encara isso?

Caruso - Minha rixa com Mahmoud era apenas no jogo. Poderia ter acontecido com qualquer outra pessoa da casa. Estou bem tranquilo em relação a isso. Inclusive, estou indo me encontrar com ele daqui a pouco (os dois almoçaram juntos nesta segunda-feira)

MN - Ayrton falou que você é um bad boy fake. Concorda com ele?

Caruso - O Ayrton não sabe muito o que fala. Ele é o tipo de cara que fala mal de você e depois aperta a sua mão. Não quero nem perder meu tempo falando dele.

Caruso torce por Viegas. Foto: Globo

MN - Por que você quis assumir o papel de vilão, carrasco, ogro, que fala o que pensa? Caruso - Era uma forma de esconder seus sentimentos?

Na verdade eu não assumi papel nenhum. A galera acabou vendo esse lado, eu fiquei com essa fama, mas eu não sou bad boy, não. Eu acredito nos meus valores, falo a verdade e não sou hipócrita.

MN - Para quem vai sua torcida e por quê?

Caruso - Pro Viegas. Estou com ele, torcendo por ele. Já falei com a família dele também. Sou Viegas!

06/04/2018 - 20:02

Conecte-se

Revista Minha Novela