Conheça o imitador oficial de Xuxa Meneghel, o Xuxinha da Trans

Fã de carteirinha de Xuxa, Carlos Daniel, hoje, é o imitador oficial da loira

Texto: Carolina Rossini

Carlos Daniel e Xuxa | <i>Crédito: Arquivo pessoal
Carlos Daniel e Xuxa | Crédito: Arquivo pessoal
Foi assistindo ao Xou da Xuxa que Carlos Daniel Alves de Moraes viu Xuxa Meneghel pela primeira vez e se encantou com a energia da apresentadora. A emoção tomou conta do, então menino, quando a loira desceu da nave e agitou a plateia. Daquele dia em diante, Xuxa ganhou mais do que um admirador fiel. Devotado, Carlos se emociona ao lembar a primeira vez em que ficou frente a frente com Xuxa pela primeira vez. “Foi em 13 de setembro de 2001, quando estive no Planeta Xuxa. Estava muito feliz por finalmente conhecê-la e poder fazer uma homenagem, mostrando como imitá-la era importante pra mim”, afirma o rapaz, que hoje é o imitador oficial da Rainha dos Baixinhos.

Foi ainda criança, na escola, que Carlos descobriu seu dom para imitar a apresentadora. Ao cantar as músicas dela, ele chamou a atenção de um colega, que apontou a semelhança de sua voz com a de Xuxa. “Depois desse dia, minha vida mudou”, avisa. Hoje, ele trabalha na rádio Transcontinental (SP), como o Xuxinha da Trans, participando do programa Café Com Bobagem, em que brinca com os ouvintes e estrela quadros como o Xuxa Mendighel.

Reconhecido pela musa
Carlos Daniel também teve a oportunidade de mostrar seu talento em programas de TV, como o Domingão do Faustão. E, enquanto assistia, da plateia, ao Programa da Xuxa, na RecordTV, foi reconhecido por sua musa. “Fiquei muito feliz ao perceber que ela sabe quem eu sou, mesmo em meio a tantas pessoas!”, conta o rapaz que realizou, recentemente, um antigo sonho: “Xuxa gravou um vídeo me mandando uma mensagem. Foi lindo ver que ela valoriza o meu trabalho. Foi um momento único. Se hoje sou a Xuxinha da Trans é graças a ela”, comemora ele, que completa 35 anos na quarta 25.

Como um bom fã, Carlos colecionava tudo sobre seu ídolo. Mas ele sofreu uma “tragédia”: as pastas com fotos, curiosidades e matérias sobre a Xuxa se perderam, após a mudança de Roraima, onde ele nasceu, para São Paulo. “Fiquei muito triste. Eu tinha itens únicos. Mas ainda tenho camisetas, reportagens, chaveiro e estou sempre em busca de mais!”, comemora.

Loucura 
A vontade de rever Xuxa já fez o imitador viajar para o Rio, com R$ 70 no bolso. Só para dar um abraço na diva, que, na época, estava na Globo. “Não tinha lugar para ficar, nem conhecia ninguém na cidade. Quando cheguei, ela tinha ido para Orlando (EUA) com a Sasha! Não pensei nas consequências, só queria encontrar a pessoa que sempre me encantou”, lembra ele, que curtiu a mudança de Xuxa para a Record. “Ela sempre foi maravilhosa com os fãs. Mas, agora, está ainda mais próxima, falando o que pensa e sendo amada!”, afirma Carlos, que conclui: “Muitos não compreendem o que é ter alguém que lhe fale diretamente ao coração, que você admira e ama incondicionalmente até sem conhecer. Xuxa faz a minha vida especial mesmo sem saber!”.

30/01/2017 - 09:41

Conecte-se

Revista Minha Novela