Relembre a novela 'Amor e Revolução'

O leitor Danilo Alves sente saudade da trama, pois participou da produção fazendo parte do elenco de apoio

Texto: Thomaz Rocha

Amor e Revolução | <i>Crédito: Divulgação/Rede Record
Amor e Revolução | Crédito: Divulgação/Rede Record
Em 05/04/2011, o SBT exibe o primeiro capítulo de Amor e Revolução. Escrita por Tiago Santiago, a trama se passa nos anos 1960, época em que foi instaurada a ditadura militar no Brasil. De um lado, a estudante Maria Paixão (Graziella Schmitt) lidera um grupo da UNE (União Nacional de Estudantes) contra os militares. Do outro, José Guerra (Cláudio Lins), que, apesar de ser um major do exército, ajuda os rebeldes na luta armada. Durante um incêndio, os dois se conhecem e sentem uma atração mútua. Mas o casal enfrenta muitos obstáculos para tornar esse amor possível. A principal barreira é estar de lados opostos em um momento complicado da história do país. Além disso, o relacionamento é ameaçado pela fútil Miriam (Thaís Pacholek), que ama José. Maria é filha de Thiago (Mário Cardoso) e Lúcia (Fátima Freire), mas o casamento deles está em crise. A situação piora quando Thiago se interessa por Marina (Giselle Tigre), a dona do jornal em que o jornalista trabalha. Mas a aproximação da advogada Marcela (Luciana Vendramini), faz o coração de Marina disparar.

Difícil escolha
Em casa, José vive em conflitos com o pai, o General Lobo Guerra (Reynaldo Gonzaga), que apoia a ditadura militar e vive agredindo a esposa, Ana (Glauce Graieb). Ao lado do general está seu outro filho, Filinto (Nico Puig), também militar que tortura rebeldes. Filinto é casado com Olívia (Patrícia de Sabrit), que tenta se separar ao descobrir que ele e seu sogro perseguem quem for contra o governo. Em um encontro, Maria e José se beijam e juram amor eterno. Vários confrontos entre militares e guerrilheiros acontecem. Maria abre mão de José e parte para Cuba, junto com Jandira (Lúcia Veríssimo) e Batistelli (Licurgo Spínola). No Brasil, Miriam seduz José e eles começam a namorar. Cansado das ofensas de Olívia, Filinto sequestra a esposa e a tortura cruelmente. E Olívia é dada como morta.

Por um país melhor
Quando volta ao Brasil, Maria tem uma surpresa desagradável: Miriam revela que está grávida de José. A vilã descobre que o noivo encontra-se com a rival e arma vários planos para separá-los. Enquanto isso, Olívia muda o visual e se transforma em Violeta, para se vingar de Filinto. Acusado de traição militar, José é preso. Mais tarde, é libertado e, no dia do casamento com Miriam, Filinto revela que o filho que ela espera é dele e não do irmão. O major desiste da união e foge com Maria. Em sua loucura, Filinto tortura Miriam, mas ela se solta e dá uma facada no militar. Olívia ajuda a vilã no ataque e se vinga do ex-marido. Ao receber a notícia da morte de Filinto, Lobo Guerra tem um derrame e fica vegetando na cama. Miriam se arrepende de seus atos e cria o filho sozinha. Marcela e Marina decidem viver juntas. Maria tem um filho com José e se exila no Chile com o amado. Os anos se passam e o casal retorna ao Brasil e, juntos, lutam lado a lado para a aprovação da emenda constitucional que estabelece eleições diretas no país.

03/10/2016 - 12:11

Conecte-se

Revista Minha Novela