Matheus Fagundes fala sobre 'A Lei do Amor': "Sou muito grato!"

O ator colhe os frutos de seu belo trabalho na trama das 9 como o maduro Edu

Texto: Carolina Rossini

Matheus Fagundes | <i>Crédito: Marcos Rosa/Rede Globo
Matheus Fagundes | Crédito: Marcos Rosa/Rede Globo
Na reta final de A Lei do Amor, o jovem Matheus Fagundes, de apenas 19 anos, olha para trás e sorri, feliz, por tudo o que conquistou nos últimos meses, vivendo o Edu. Principalmente o grande aprendizado vindo do contato com atores experientes, como Claudia Abreu, Reynaldo Gianecchini e José Mayer. “Me sinto muito privilegiado por fazer parte de um elenco tão competente e de descobrir que, por trás de um profissional maravilhoso, existe uma grande pessoa”, festeja.

Apesar da pouca idade, não falta maturidade e vivência para Matheus, que já contabiliza o prêmio de Melhor Ator, no Festival de Cinema do Rio de Janeiro 2015, pelo filme Ausência, de Chico Teixeira. Na televisão, o rapaz foi destaque também na minissérie Felizes Para Sempre?, como Júnior, filho de Tânia (Adriana Esteves) e Hugo (João Miguel). 

Ser ator nem sempre foi o sonho de Matheus. “Quando era mais novo queria ser jogador de futebol. Mas, com o passar dos anos, fui vendo que a arte esteve presente o tempo inteiro no meu dia a dia. Com isso, fui me envolvendo e me apaixonando”, detalha o jovem.

Começando bem
Para Matheus, todos os dias de gravação de A Lei do Amor foram desafiantes, principalmente, por estar trabalhando com um ritmo diferente do que estava acostumado. “Tudo o que eu queria era começar a gravar. Estava com uma boa expectativa. O frio na barriga sempre está presente em situações como essa, mas o meu primeiro dia de gravação foi bem tranquilo, as pessoas me receberam super bem”, lembra, orgulhoso.

Além disso, o paulistano se identificou demais com os dramas do Edu. O conflito do garoto com o pai, Tião Bezerra (José Mayer), foi um dos aspectos que mais afetaram o ator, que perdeu o pai há cerca de um ano, antes de começar a gravar A Lei do Amor. “Edu foi um presente para mim, sou muito grato!”, afirma. Diferente de seu personagem, sempre rejeitado por Tião, o rapaz garante que tinha uma relação muito boa com o pai - e também com a mãe -, um dos pontos que tem em comum com o maduro estudante. 

Com o final da novela, Matheus lida com a maior exposição que a novela traz para a vida de qualquer ator. “Acho muito gratificante ser reconhecido pelo trabalho. Mas procuro levar uma vida normal, sem deixar isso afetar o meu dia a dia”, explica. Quando não está trabalhando, Matheus gosta de aproveitar o tempo com os amigos e, é claro, curtir a natureza da bela cidade do Rio de Janeiro: “Gosto de ir à praia e praticar esportes como futebol, surfe e kite surf. Sempre procuro fazer algo diferente para sair da minha rotina de trabalho!”

Futuro pela frente
Ainda sem novos projetos para este ano, Matheus acredita que já está maduro o suficiente para encarar qualquer tipo de personagem. E garante que a vontade de ser jogador de futebol - ou qualquer outra profissão - ficou no passado. “Não me vejo fazendo outra coisa, sempre trabalhei como ator. Quero viver disso para o resto da minha vida”, avisa o novo astro. 

23/03/2017 - 15:29

Conecte-se

Revista Minha Novela