Michele Crispim: volta por cima!

Campeã da quarta edição do MasterChef Brasil, Michele Crispim fala sobre a superação que viveu no programa e dos planos para a carreira profissional

Texto: Carolina Rossini

Michele Crispim | <i>Crédito: WIL KOETZLER / DIVULGAÇÃO
Michele Crispim | Crédito: WIL KOETZLER / DIVULGAÇÃO
Muitos podem dizer que a quarta temporada do MasterChef Brasil foi vencida por uma “zebra”, mas Michele Crispim, a catarinense que levantou o troféu e levou R$ 200 mil reais para casa, esteve na dianteira o tempo todo durante a disputa com Déborah Werneck, no embate final do reality culinário da Band. “Foi a realização de um sonho! Não tive apoio da maioria dos competidores, então, foi tudo mais difícil. Mas a vitória veio com um valor ainda maior”, diz. 

Entre os participantes, porém, Michele não seria a favorita. E, no fim, essa foi sua grande vantagem. “Parei de me colocar em uma situação de pressão, e deixei isso para os favoritos. Sem pressão ou grandes expectativas, fui realizando o meu trabalho e, com dedicação e determinação, consegui chegar lá”, afirma a vencedora, que fará aulas de francês para iniciar o curso de gastronomia na França, na renomada Cordon Bleu.

Críticas construtivas 
Michele confessa que só conseguiu se recuperar quando priorizou apenas a vontade de entregar um bom trabalho e sair da prova com a sensação de satisfação. Para estar na competição, ela deixou o emprego e se mudou para São Paulo durante o período de gravação. E mergulhou no mundo da culinária.

O modelo do programa não era novidade para ela, que acompanhava a atração desde o começo. E afirma que não mudou sua opinião sobre os jurados após conhecê-los. “Eu já esperava encontrar jurados duros e críticos. Mas essa postura só aumentou a admiração que sentia por cada um deles. Foi a partir das críticas e avaliações dos meus pratos que eu pude crescer na competição”, pondera. 

Comendo pelas beiradas
Foi durante uma prova de reprodução de uma receita, sua primeira vitória individual, que Michele considera ter virado o jogo na disputa. “Quando eu reproduzi um prato premiado da chef Paola Carosella... A partir daquele momento passei a acreditar que seria possível sim!”, lembra. Ela aproveita para dividir uma divertida lembrança: “Uma vez, a Paola foi anunciar o vencedor de uma prova e disse que o melhor prato tinha sido o da Sabrina... Que, no caso, era eu! Ela me achava parecida com a Sabrina da segunda temporada! Todo mundo no estúdio riu e tivemos que repetir a cena!”. 

Depois de fazer o curso na Cordon Bleu, Michele almeja ter seu próprio restaurante, mas não sem antes estagiar para ganhar experiência na cozinha. Agora, ela dá a dica para quem deseja ser o quinto campeão do programa: “Comece a estudar agora! Cozinhe todos os dias e tenha a cabeça no lugar. Vence quem consegue cozinhar sob pressão e manter o equilíbrio emocional”. Com a nova temporada do Master- Chef: Profissionais começando, Michele responde se voltaria à competição. “Sim! Foi uma experiência incrível!”, revela a chef, que sugere uma receita deliciosa para comemorar os 18 anos de MINHA NOVELA.

18/09/2017 - 15:10

Conecte-se

Revista Minha Novela