Vida de fã: Viviane Barreto eterniza sua paixão por Viviane Araújo com duas tatuagens

A baiana homenageou a atriz e rainha de bateria do Salgueiro: “Hoje, não consigo viver sem a minha diva!”

Texto: Thomaz Rocha

Vida de fã: Viviane Barreto eterniza sua paixão por Viviane Araújo com duas tatuagens | <i>Crédito: THOMAZ ROCHA
Vida de fã: Viviane Barreto eterniza sua paixão por Viviane Araújo com duas tatuagens | Crédito: THOMAZ ROCHA
Viviane Barreto só tem motivos para comemorar. Ela saiu de sua cidade, Uruçuca, na Bahia, direto para o Rio de Janeiro, com um objetivo em mente: conhecer seu ídolo, Viviane Araújo. Para isso, arrumou emprego na Cidade Maravilhosa e partiu, na cara e na coragem, para realizar seu sonho. “Eu não poderia perder essa oportunidade”, pensou a sagitariana, que não se conteve de emoção e foi aos prantos ao ver sua xará frente a frente, pela primeira vez, na quadra do Salgueiro, em um dia de ensaio da agremiação. A escola de samba tem a atriz como rainha de bateria. “Quando a Viviane viu que eu estava chorando desesperadamente, ela veio toda meiga para descobrir o que estava acontecendo comigo. Eu expliquei a minha paixão por ela e, não esperava que Vivi me acolhesse tão bem, afinal, ela nem sabia da minha existência”, afirma a Barreto, emocionada em relembrar o primeiro contato com a artista.

PAIXÃO ESTAMPADA 
Tanto amor fez com que Viviane gravasse duas tatuagens em homenagem à xará. A primeira, que é o nome, sobrenome da atriz e uma estrela no antibraço direito, foi feita pouco tempo depois que ela chegou ao Rio. Meses depois, Viviane decidiu fazer o registro do autógrafo e do beijo da artista no ombro. Segundo Viviane, seu ídolo adorou e ficou emocionada com a homenagem. “É um amor que não tem explicação. Hoje, não consigo viver sem ela. É um sentimento verdadeiro que quero pra minha vida toda. Ela retribui todo o amor que sentimos com muito carinho. Sempre quando estou com ela, aproveito o momento e esqueço do resto”, conta a jovem, com os olhos marejados.

NÃO MEXE COM ELA! 
Viviane lembra, com alegria, os momentos difíceis que passou para estar perto da Rainha das rainhas. Chegou a dormir na rua com uma amiga, já tomou muita chuva e correu por todo o sambódramo para ver Viviane. Aos 30 anos, a baiana se orgulha de sua admiração pela xará. Ela não pensa duas vezes e parte para a briga se alguém fala mal de Vivi. “Já sofri preconceito por parte de pessoas que não conhecem a vida dela. Já ouvi muitas críticas por ser fã dela, mas nem Cristo agradou todo mundo, porque eu vou agradar? Um dia, eu estava nos Estúdios Globo, junto com admiradores de outros famosos, e eles mesmos me humilharam, falando mal da Viviane. Mas eu a defendo com unhas e dentes, porque a conheço de verdade. Nunca sofri agressão física, mas já discuti muito por causa dela”, relata a auxiliar de creche, que não sofreu discriminação na família por venerar a celebridade. 

A UNIÃO FAZ A FORÇA 
Uma das administradoras do fã-clube Vivianáticos Original, a sagitariana acumula materiais que são publicados nas revistas, e outros objetos como pulseiras e ingressos de camarotes. Além da interação com outros admiradores da rainha de bateria, o fã-clube faz festas em homenagem à atriz. “Ela é um ser humano incrível. Mudou a minha vida completamente. Foi através dela que conheci pessoas maravilhosas, amigas que também a admiram e que, hoje, são irmãs para mim. Há três anos, fazemos festas temáticas para ela. Temos um grupo no Whatsapp, O União Vivianática, no qual a gente demonstra nosso amor, e comenta os passos da nossa diva. O grupo também serve para aproximar os fãs e sempre ajudamos alguém quando precisa”, afirma Viviane, que se tornou Salgueirense por causa de seu ídolo. 

28/09/2017 - 15:23

Conecte-se

Revista Minha Novela